Ferragens: saiba como elas podem agregar valor ao seu projeto

Diferente do que muitos pensam, o uso de ferragens em um móvel sob medida, não encarece seu orçamento, e sim, valoriza seu projeto. Mas como inserir ferragens no orçamento sem ter prejuízo e sem assustar o cliente? E afinal de contas, o que são estas ferragens?

Ferragens podem ser as corrediças que fazem com que as gavetas deslizem suave e silenciosamente, ferragens são dobradiças que tornam um abre e fecha de portas mais seguro, ferragens são os aramados, que ajudam você na escolha de uma peça no armário.

Enfim, ferragens são o diferencial para um móvel sob medida.

No entanto, em um mercado onde a busca por preços mais baixos é constante, será que todos entendem que vale a pena investir na funcionalidade destes materiais?

Se você quer oferecer a seu cliente um móvel diferenciado, com qualidade, funcionalidade, segurança e durabilidade, a resposta para esta pergunta é sim. Vale a pena investir no uso de ferragens.

Ferragens aliam design à funcionalidade, ou seja, viabilizam o uso daquele projeto com desenho moderno e exclusivo.

De que forma isso acontece?

O mercado está repleto de opções de acessórios para móveis. Você tem de corrediças mais simples, ao modelo invisível com amortecedor.

A questão é que seu cliente desconhece os benefícios que estes produtos oferecem. Sendo assim, cabe a você, marceneiro, apresentar a funcionalidade, qualidade e benefícios de cada um destes acessórios.

Só desta forma, seu cliente irá valorizar um orçamento com ferragens incluídas. Se ele estiver convencido que o investimento em uma corrediça invisível com amortecedor deixará seu móvel mais bonito e seguro, pois a gaveta se fechará de forma suave e silenciosa, com certeza irá investir um pouco a mais por isso.

Sendo assim, a dica é “Conheça exatamente as funcionalidades de cada ferragem disponível no mercado e ofereça a seu cliente”. Apresente o custo x benefício de cada uma delas e mostre uso adequado ao tipo de funcionamento do móvel.

Agindo desta forma, você irá sair na frente perante o mercado. 

Tipos de Ferragens

Ferragens técnicas

ferragens-tecnicas

• Dobradiças: da mais tradicional até as dobradiças com amortecedor, que possibilitam um fechamento mais suave das portas;
• Corrediças: Assim como as dobradiças, existem as tradicionais, as invisíveis, com amortecedores e as telescópicas. A escolha pelo modelo ideal, irá depender das necessidades de seu cliente e da exigência do projeto que está desenvolvendo;
• Pistões;
• Articuladores;
• Perfis;
• Sistemas de porta de correr.

Ferragens decorativas

ferragem-decorativa

• Aramados – cabideiro extensível, porta óleo, lixeira retrátil, fruteira, calceiros, gravateiros, sapateira, porta-cintos, cestos giratórios;
• Puxadores;
• Rodízios.

Os profissionais que oferecem aos seus clientes ferragens de qualidade se destacam perante a concorrência e ganham no pós-vendas, pois evitarão problemas recorrentes por mau funcionamento e/ou falta de qualidade. Veja também “Corrediças: conheça os principais modelos e variações

O resultado de tudo isto: cliente satisfeito, cliente fiel!

Conte para mim um pouco de sua experiência. Você oferece ferragens para seus clientes? Suas sugestões são bem aceitas?

Abraços,

Marceneiro Leo. 

Um comentário em “Ferragens: saiba como elas podem agregar valor ao seu projeto

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.