Marceneiros iniciantes: 6 dicas para os primeiros passos

A cada dia cresce o número de pessoas que encontraram na marcenaria um hobby perfeito para estimular a criatividade mental, reduzir o estresse e aumentar o contentamento pessoal.

Contudo, grande parte destes “marceneiros por hobby” almejam fazer deste hobby uma profissão, mas a insegurança quanto aos custos e a dificuldade para começar neste negócio acabam tornando-se um empecilho.

Acontece que a realidade é bem diferente do que se imagina. Montar uma marcenaria não é difícil, e pode se tornar um negócio bastante rentável, desde que haja planejamento para que em sua criação não sejam demandados muitos custos.

Dessa forma, separamos 6 indispensáveis dicas para ajudar os marceneiros iniciantes em seu novo desafio. Confira:

1. Determinação, foco e força de vontade

Antes de começar qualquer atividade é preciso que seus pensamentos e toda sua energia estejam voltadas para tal. Todo negócio inicial exige muita dedicação para engrenar.

Sendo assim, tenha em mente que para otimizar o desempenho de seu novo negócio, você tenha em mente os requisitos básicos: determinação, foco e muita força de vontade.

No início, é normal que você sinta um pouco de insegurança, afinal, fabricar os móveis de outras pessoas exige responsabilidade e eficiência, mas fique tranquilo, a experiência se adquire na prática, o resultado é recompensador!

2. Uma boa fachada não é sinônimo de sucesso

Antes de iniciar, você deve ter em mente aonde sua marcenaria estará localizada. Você alugará um espaço? Ela ficará alocada na sua própria casa, na garagem, por exemplo?  

Antigamente as marcenarias eram localizadas nos grandes centros urbanos e próximas a quem contratava seu serviço. Hoje, as marcenarias concentram-se também nas zonas periféricas e sua divulgação é mais associada as buscas digitais do que a uma fachada.

3. Estrutura da sua marcenaria

O ambiente da sua marcenaria também é bastante importante, cuide das condições técnicas:

  • Garanta uma boa iluminação;
  • Rede elétrica que comporte suas ferramentas;
  • Boa circulação dos clientes e colaboradores (se for o caso);
  • Quantidade de tomadas compatível com seus equipamentos.

4. Ferramentas essenciais

Toda marcenaria depende de ferramentas para sair do lugar, não é mesmo? Para saber quais são os tipos de ferramentas necessárias, você deverá primeiramente definir qual será sua atuação principal. Você trabalhará com móveis, jardinagem, manutenções ou somente com peças de madeira?

Dessa forma, é possível definir uma lista completa de quais ferramentas são necessárias para marceneiros iniciantes.

Assim, pensando em móveis, estas são as 15 ferramentas necessárias para marceneiros iniciantes:

  • Furadeira;
  • Serras;
  • Arco de Serra;
  • Parafusadeira;
  • Trena;
  • Martelo;
  • Nível;
  • Chave de Fenda e Philips,
  • Jogo de Brocas
  • Régua de Aço
  • Graminho
  • Malho
  • Esquadro (de carpinteiro)
  • Plaina
  • Grampos

Essas ferramentas são muito fáceis de encontrar e tem um excelente custo benefício.

5. Preocupe-se Com a Matéria-prima

É importante que você nunca deixe sua matéria-prima faltar. A principal matéria-prima no ramo da marcenaria é o MDF, em seguida seus sucessores: laminados, compensados, placas, além dos acessórios como ferragens, químicos, fórmicas e outros vários produtos adicionais.

Sendo assim, antes de iniciar qualquer tipo de produção defina quais serão os seus fornecedores de matéria-prima. Escolha quais serão seus fornecedores e elabore um estoque mínimo por período, dessa forma você conseguirá gerir melhor seus produtos, além de evitar futuros imprevistos.

6. Necessidades complementares

Além das questões estruturais, ainda existem outros pontos que os marceneiros iniciantes devem considerar:

  • Marketing: O marketing é um dos detalhes mais importantes para alavancar suas vendas. De nada adianta produzir os melhores móveis, se o seu trabalho não for divulgado. Sendo assim, invista em uma boa produção de conteúdo e em uma divulgação melhor ainda!
  • Atendimento: O processo de produção envolve muito mais do que captar clientes, temos as questões do orçamento, confecção das peças, aprovação do projeto e entrega. É importante que todas as etapas aconteçam com perfeição. Então, se coloque sempre no lugar de seu cliente e forneça o melhor atendimento possível.
  • Mercado: Você conhece o seu mercado? Conhece quais as necessidades de seus clientes? É importante estar sempre com essas repostas atualizadas.
  • Relacionamento: É importante que o seu relacionamento com os clientes seja bastante estreito. Essa relação gera credibilidade e sobretudo amizade.

Gostou de nossas dicas? Está preparado para começar a montar seus próprios móveis? O que te impede de começar? Compartilhe suas sugestões e dificuldades aqui nos comentários.

2 comentários em “Marceneiros iniciantes: 6 dicas para os primeiros passos

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.