Diferentes tipos de discos de serras utilizados na marcenaria

Diferentes tipos de discos de serras utilizados na marcenaria

“Na minha época” como dizem por aí, por falta de opção, usava apenas um tipo de disco de serra para cortar madeira, em minha marcenaria.

Era o disco de serra de Dentes Travados, que era a base para todos os tipos de corte. Com ele fazíamos verdadeiros milagres.

Mas como tudo, a marcenaria evoluiu muito e as ferramentas que utilizamos também.

Novos discos surgiram junto com a chegada do MDF no Brasil, por volta dos anos 80

Hoje temos disponíveis um tipo de disco de serra para cada tipo de matéria-prima:

  • Disco de corte universal – onde a proposta é para cortar de tudo e geralmente vem junto com as máquinas de corte;
  • Disco de corte para MDF e MDP;
  • Disco de Corte para Madeira Maciça;
  • Disco de Corte para Compensados e OSB;
  • Disco de Corte para acrílico, alumínio e policarbonato.

Por mais que as serras sejam visualmente parecidas, os modelos se diferenciam muito. Então vamos lá:

Serra GP – Disco de uso geral

Esta serra, que geralmente vem com a máquina de corte, tem um corte básico que pode ser utilizado em todos os tipos de materiais. Por ser universal, deixa um pouco a desejar na qualidade dos detalhes do acabamento.

Disco de serra para madeira maciça

Sua principal característica está nos dentes espaçados. Com o movimento do corte, o espaçamento entre um dente e outro permite um resfriamento da lâmina evitando que a madeira queime.

Dica: Quanto maior a espessura da madeira maciça, maior deverá ser o espaçamento dos dentes.

Disco de serra para compensados e OSB

São serras de acabamento. Geralmente se caracterizam por seus dentes alternados – cerca de 60 a 80 dentes.

São ideias para cortes que necessitam de um perfeito acabamento

Disco de serra para MDF e MDP

Para cortar o material mais utilizado nos últimos tempos temos dois tipos básicos:

  • Dentes alternados;
  • Dentes reto trapezoidais.

O que difere estes dois modelos é apenas o desenho do dento de corte.

Dica: As serras de dentes reto trapezoidais também podem ser utilizadas para cortar perfil de alumínio, acrílico e policarbonato.

Aproveito a oportunidade para dar mais uma super dica:

Utilize sempre a serra adequada para a matéria prima que irá cortar. Pois se cortar outro tipo de material você irá destruir a afiação da lâmina.

Nível a laser profissional: 4 razões para optar por este equipamento

Nível a laser profissional: 4 razões para optar por este equipamento

O nível a laser é um avanço tecnológico no dia a dia do marceneiro.

Na matéria de hoje vou mudar um pouco o foco de nossos últimos artigos que eram mais voltados para gestão.

Hoje quero falar um pouco de produto.

O que você utiliza para obter precisão nas medidas de seus móveis e projetos em geral?

De antemão sabemos que garantir o nível da instalação de um móvel, de uma bancada, do piso, da parede onde será instalado o armário são fatores essenciais para a qualidade final de todo o projeto.

Com ele, o profissional tem uma série de benefícios que irão garantir a qualidade de seu projeto:

  • Precisão – medidas fieis de todo o mobiliário e ambiente e linhas precisas com elevada visibilidade para o usuário profissional;
  • Rapidez – com alguns toques os profissionais têm o alinhamento rápido de linhas horizontal e vertical;
  • Economia de tempo e mão de obra – consegue tirar as medidas sozinhos;
  • Valor Agregado – quando o profissional utiliza este equipamento, o cliente o enxerga de forma diferenciada. Profissional antenado e adepto das novas tecnologias.

Dentre os mais modernos níveis a laser disponíveis no mercado, uma opção é o GCL 2-15, da marca Bosch

  • Compacto e versátil para todos os trabalhos de nivelamento em distâncias curta;
  • Grande flexibilidade por meio do suporte universal rotativo para solo, parede e teto;
  • Dois pontos de prumada centrados com visibilidade ideal.
  • Amplo raio de ação – até 15 metros
  • Possibilidades versáteis de fixação, graças aos fortes ímanes na parte de trás do suporte rotativo
  • Pontos e linhas a laser de ativação e desativação individual
  • Transmissão precisa de um ponto de referência de solo para o teto
  • Linha laser vertical de aproximadamente 360 graus
  • Função de inclinação com indicação LED
  • Carcaça robusta com proteção IP54

Você tem alguma outra sugestão de níveis para nos dar?

Mande sua dica. Será um prazer compartilhar com nossos colegas

 

 

Entenda a diferença entre OSB, MDF E MDP

Entenda a diferença entre OSB, MDF e MDP

Em nosso último bate papo falamos sobre os benefícios em utilizar o OSB na confecção de móveis.

Hoje iremos falar sobre a diferença entre os OSB, o MDF e o MDP. Desta forma, ficará mais fácil você escolher qual matéria-prima será melhor utilizar em determinado tipo de projeto.

Vamos lá!

OSB

O OSB é feito a partir de tiras da madeira que, após passarem por um processo onde são trituradas, são ‘montadas” na mesma direção e sobrepostas.

Após este processo é aplicada resina nas camadas prensadas sob uma alta temperatura, garantindo resistência, rigidez, estabilidade e qualidade uniforme na placa.

Durante o processo de fabricação, o OSB utiliza 96% das toras de madeira, garantindo um ótimo aproveitamento.

MDF

Largamente utilizado pela indústria moveleira, o MDF pode ser adquirido em sua forma crua ou revestido.

Logo, se você pegar uma chapa crua de MDF verá que ela é uniforme, densa e compacta. Isso é o resultado da aglutinação das fibras da madeira com a resina, formando uma placa uniforme.

Este material permite uma maleabilidade maior para quem irá manusear, pois diferente do MDP, a chapa do MDF pode sofrer algum tipo de usinagem.

Da mesma forma que permite realçar curvas, acabamento de pintura, aplicação da laca, cantos arredondados, entalhe, baixo relevo, fazendo com que seja ideal para mobiliário e revestimentos.

MDP

Enquanto o MDF é feito de fibras de madeira coladas com resina e prensadas, o MDP é feito de resíduos de madeira em camadas, onde as mais finas ficam na superfície e no miolo é colocada uma de espessura maior e aí são aglutinadas.

O processo passa por várias prensas onde se aplica resinas de qualidade, logo, garante uma resistência maior.

Desta forma, se diferencia totalmente do antigo aglomerado em que a sua qualidade era questionada.

Como o MDP possui algumas limitações quanto a aplicação de revestimentos e maleabilidade, ele é mais utilizado em estruturas de móveis.

Desta forma, é perfeito para projetos em linha reta como prateleiras, portas, gavetas, aplicação nas laterais dos móveis, fundo, base, etc

Agora que já conhece todas as diferenças, me diga? Você já produziu alguma peça em OSB? Ficou satisfeito?

Poste seus projetos em nossa fan page, mostre as soluções que encontrou para criar móveis diferenciados e garantir a satisfação de seus clientes.

Se você não viu o post sobre OSB em Projetos acesse este link e confira:

Você já utilizou chapa de OSB em seus projetos?

Você já utilizou chapa de OSB em seus projetos?

Você já utilizou chapa de OSB em seus projetos?

 

Ficou surpreso com esta sigla? Não fique, pois provavelmente você já viu algum móvel ou objeto de decoração confeccionado com OSB, só não conhece pelo nome.

Vamos lá!

O mercado oferece constantemente oportunidades de crescimento para os empresários da marcenaria.

Um nicho que vem sendo explorado por alguns profissionais é o da construção seca, mais conhecido como construções em drywall.

Muitos marceneiros se especializam neste segmento para oferecerem um diferencial aos seus clientes, soluções que vão além da execução de móveis.

Mas final, o que é o OSB?

O OSB origina-se da expressão inglesa Oriented Strand Board, que em português significa Painel de Tiras de Madeira Orientadas.

É um painel estrutural de tiras de madeira orientadas perpendicularmente, em várias camadas, que aumenta sua resistência mecânica.

É ideal para ser aplicado entre as chapas de drywall oferecendo resistência, durabilidade e versatilidade estrutural, garantindo, desta forma, a resistência para sustentar até mesmo um armário de cozinha.

Características

  • Baixo custo;
  • Mais qualidade;
  • Rapidez na execução das obras;
  • Flexibilidade;
  • Aproveitamento dos materiais;
  • Redução de perdas;
  • Estética atrativa para muitas pessoas;
  • Bom isolamento termo acústico.

Embora seja considerado um produto voltado para construção seca, sua aplicabilidade é muito versátil:

  • Estruturas de móveis;
  • Confecção de luminárias;
  • Mesas;
  • Cadeiras;
  • Aparadores;
  • Bancadas;
  • Cômodas;
  • Todos tipos de decoração e design;
  • Base de pisos para a aplicação de carpetes, pisos de madeira, ladrilhos etc;
  • Tapumes e barracões de obras;
  • Pallets tipo container.

Crie projetos diferenciados e personalizados utilizando o OSB para clientes que buscam por produtos alternativos.

Você já utilizou este produto? Compartilhe conosco.

 

Sete passos para alcançar o sucesso de vendas

Sete passos para alcançar o sucesso de vendas

O sucesso de uma marcenaria depende de variados fatores e decisões, inclusive da estratégia de vendas, ou seja, do sucesso de vendas. Estruturar um negócio é complexo, mas não é impossível.

Para obter retornos positivos na venda de um produto ou projeto é preciso que a negociação seja consistente e estruturada.

Fatores práticos que contribuem para o sucesso da venda:

  • Conhecimento do mercado, produtos e processos;
  • Criação;
  • Investimento;
  • Produtividade;
  • Marketing e Comunicação.

Mas por trás de toda praticidade, existem os fatores emocionais e sensoriais.

Para garantir uma venda completa, bem-feita e que deixe o cliente satisfeito, o profissional, consciente ou intuitivamente, pratica sete passos essenciais, ou seja, sete ações de extrema importância para um perfeito atendimento.

Conheça os 07 passos para o sucesso de vendas:

Ouça:

Entenda as necessidades de seus clientes, seja através de uma pesquisa ou mesmo escutando depoimentos de pós-venda.

Escute as críticas e saiba filtrar cada informação transmitida. As pessoas gostam de ser escutadas.

Sorria:

O sorriso é o melhor estímulo visual, ser recebido com um sorriso é a mais poderosa arma do universo da empatia.

Sorrir não é apenas um estimulo mental. Sorrir aumenta a motivação, melhora a pressão arterial, reduz o stress.

Receba seus clientes com paixão e alegria.

Informe:

A comunicação é uma grande arma para aumentar as vendas. Mantenha seus clientes informados, gere novas possibilidades, crie caminhos, desenvolva novas campanhas e amplie seus meios de comunicação.

Você pode utilizar as mídias sociais para informar sobre seus serviços, como o WhatsApp, por exemplo, para se comunicar com os clientes e envolver ainda mais os parceiros nos negócios.

Estimule:

Estimule seus funcionários a agir como se eles fossem proprietários da marcenaria.

Dê o exemplo, pois o exemplo é o mais forte agente de melhoria, se sua marcenaria tem regras, você deve ser o primeiro a cumpri-las.

Construa:

Construa fidelidade com todos os envolvidos, “atenda bem, para atender sempre”.

Construa processos, toda nova ideia precisa de um processo, pense em padronização.

Sabe aquela peça que mais gera venda na sua marcenaria, pois é, desenhe um processo lógico para sua construção, focando na qualidade e eficiência.

Contorne:

Lembre -se, nem tudo são flores, problemas acontecem. Como você tem se comportado diante do erro? O erro é necessário, para que as melhorias ocorram.

Respire fundo, pense em caminhos de forma racional.

Exercite o equilíbrio, e em meio ao caos não minta para o cliente, mantenha-o ciente das suas dificuldades de entrega, qualidade e possibilidades.

Em contrapartida, leve soluções!

Feche a Venda:

É o momento decisivo, onde o profissional percebe que seu cliente está pronto para fechar a venda.

Agora é a hora de bater o martelo quanto ao preço, condições de pagamento, prazo de entrega, é o “aperto de mão” que sela a boa relação.

Neste momento é importante reforçar ao cliente: Parabéns, você fez um bom negócio!

Dica:

Organizações que sobrevivem, ampliam sua carteira de cliente com seus próprios clientes. Na verdade, a indicação é o melhor caminho para aumentar as vendas e obter sucesso.

E você? Quais passos tem seguido para o sucesso da sua marcenaria?

Como contratar mão de obra especializada para sua marcenaria

Como contratar mão de obra especializada para sua marcenaria

 Você notou quanto o mercado de trabalho mudou? Primeiramente, para nos adequarmos a estas mudanças precisamos contratar mão de obra especializada, que acompanhe a evolução, oferecendo o produto ideal.

Novas tecnologias mudam o curso do mercado de trabalho e, embora não tenha sido descontruída por conta destas novas tecnologias, a marcenaria precisa atender as necessidades deste novo mercado.

 “Contratar a pessoa certa para a função certa” é imprescindível.

É comum dizer que o dom da marcenaria nasce com o profissional, ou então, é passado de pai para filho.

Mas chega um momento, em que o empresário da marcenaria necessita realizar a contratação de profissionais especializados no setor, e esta ação torna-se um grande desafio.

Como contratar um profissional de marcenaria que se adapte ao perfil de sua empresa?

 O processo se inicia com o entendimento de suas necessidades: 

  • Primeiramente avalie as funções que o candidato irá realizar;
  • Analise o grau de dificuldade;
  • Determine competências, habilidades e atitudes que a função exige;
  • Projete o perfil ideal para a determinada função, levando em conta capacitação, cursos e formação;
  • Avalie os benefícios que pode oferecer – eles atuam como estímulo para o colaborador, além de fazer parte da responsabilidade social da empresa.

A busca pelo profissional

Tão importante quanto contratar um profissional qualificado é também buscar um aprendiz, assim, o próprio empresário poderá treina-lo de acordo com suas necessidades. Para isso:

  • Contate entidades ou empresas que formam marceneiros;
  • Anuncie a vaga em mídias sociais;
  • Cadastre sua empresa em sites de busca;
  • Crie uma página no facebook que divulgue sua marcenaria;
  • E opte também pela forma mais tradicional, que são as indicações.

Necessidades básicas

Os candidatos já apareceram, agora é necessário avaliar o perfil e as principais características de cada um. Avalie:

  • Suas principais atribuições;
  • Se tem boa base técnica;
  • Sua vocação – este é o “ingrediente” mais importante desta profissão;
  • O interesse pela profissão;
  • Se ele faz algum tipo de curso, participa de eventos, analisa catálogos de fornecedores e está por dentro do que acontece no setor.

É necessário que o profissional enxergue a marcenaria não só como um trabalho, mas sim como uma profissão.

Precisamos ter a consciência de que a contratação de um profissional irá influenciar diretamente no bom andamento e no crescimento de nossa empresa.

Por isso, alguns cuidados devem ser tomados:

  • Avalie na primeira conversa se o profissional realmente gosta e se identifica com o cargo proposto;
  • Preste atenção se ele tem aptidão pelo ofício da marcenaria;
  • Se tem interesse em aprender;
  • No caso de profissionais com experiência, informe-se sobre trabalhos anteriores;
  • Um fator importante é saber se o candidato se encaixa no perfil proposto;
  • Responsabilidade com prazos, honestidade, empenho, comprometimento e simpatia são qualificações imprescindíveis.

Gente espero que esta matéria ajuda vocês a serem mais assertivos nas contratações.

Conta pra gente alguma experiência que já tenha tido e seria interessante compartilhar com nossos colegas.

O olhar singular da mulher na marcenaria

O olhar singular da mulher na marcenaria

Engana-se quem acredita que a atuação da mulher na marcenaria é uma proposta recente. Há mais de 20 anos já se tem notícias de mulher trabalhando neste segmento.

Hoje decidi abordar um assunto diferenciado, que envolve mais do que técnica em trabalhar. Envolve a quebra de tabus e mostra como as mulheres vêm dominando a arte de transformar madeira em móveis.

Ganhando mercado, as mulheres vêm provando dia após dia, que podem exercer com maestria as mesmas profissões do que o homem.

Mas ficam as dúvidas:

Como é possível uma mulher carregar uma chapa de MDF?

Como é possível uma mão tão delicada cortar uma chapa na esquadrejadeira?

É possível sim. Hoje o mercado dispõe de soluções que viabilizam todas estas atuações.

Por que as mulheres estão buscando trabalho em marcenarias?

As vertentes são amplas. Algumas buscam por necessidade, outras por seguir os passos de seus familiares. Tem também aquelas que se apaixonam pela ideia encantadora de planejar, desenhar e produzir seus próprios móveis.

Tomo a liberdade hoje de contar a história de uma marcenaria colega minha. A Verônica  Braga.

Verônica trabalhava com transporte com seu marido. Pensando em melhorar a qualidade de vida ela optou em unir o útil ao agradável. E começou a realizar trabalhos manuais utilizando a matéria prima que já era sua paixão: a madeira.

“Madeira tem vida, cheiro, textura. Ela respira”. Nunca irei me esquecer destas palavras da profissional.

Bem, ela iniciou seus trabalhos reciclando madeira que encontrava na rua e começou a comercializar em site de vendas. A quantidade de pedidos, inclusive vindo de vários estados do País, fez Verônica acreditar que ela poderia se profissionalizar.

A então aprendiz de marceneira resolveu fazer um curso e se aprofundar na parte técnica da marcenaria.

Utilizando MDF, Verônica começou a criar suas peças. Foi então que montou uma marcenaria na garagem da sua casa. Lógico, nada foi tão fácil, mas com muita determinação, ela expandiu seus negócios que hoje é um sucesso.

A profissional não parou no tempo. Fez outros cursos, entre eles Design de Interiores no ETEC, cursos paralelos de ferragens, pintura e envernizamento, entre outros.

O mercado supre as limitações femininas

Lá no começo disse que carregar uma chapa não seria empecilho para uma mulher. E não é mesmo. Pois atualmente, não é necessário carregar uma chapa de MDF inteira, a marceneira pode acionar o serviço de corte e a chapa já chegar cortada em suas mãos.

Abaixo, mostro para vocês um breve depoimento desta marceneira de sucesso:

“Posso dizer que tenho grandes conquistas em cada pequena peça. Transformar uma chapa de MDF em um móvel é um prazer que não tem preço. Não preciso ter a rusticidade da marcenaria para atuar como marceneira. Posso ser delicada, gentil e carinhosa e ser uma ótima profissional”.

Podemos concluir que a característica feminina é fundamental na marcenaria.

A primeira coisa que seu cliente faz quando recebe o móvel não é passar a mão sobre a peça e sentir no toque?

Pois então, a mulher tem o dom de dar este toque delicado, suave e sutil para qualquer tipo de peça. Este é o olhar singular da mulher na marcenaria.

 

 

Qual o melhor material para utilizar em ambientes expostos a umidade?

Ambientes úmidos: escolha a matéria-prima adequada

Atenção a umidade nos ambientes! 

Embora haja grande diversidade de materiais e revestimentos no mercado, a madeira ainda é preferência na hora de decorar casas e apartamentos.

É fato que o MDF, MDP ou o Compensado prevalece naquele projeto do gabinete para o banheiro, ou então, nas bancadas de MDF para a lavanderia.

Mas como conservar a madeira da umidade?

Primeiramente temos que aceitar o fato de que não existe uma madeira industrializada, que seja a prova d´água. Existem matérias-primas mais ou menos resistentes a umidade.

Mas, com atenção e alguns cuidados especiais, é possível utilizar madeira em ambientes mais úmidos.  

Madeiras indicadas:

  • MDF resistente a umidade, como o Ultra, da Duratex;
  • Painel de teca também é uma opção. Por ser duro resiste melhor em ambientes úmidos. Mas é preciso realizar uma impermeabilização de qualidade;
  • Compensado naval é uma ótima alternativa.
  • Para o acabamento, pode-se optar pelo Stain ou pelo Verniz impermeabilizante;
  • Se for utilizar laminado, aplique cola ou adesivo também resistente a umidade, para evitar possível descolamento. Exemplo:
  • PL600, da Cascola;
  • Cola bi componente;

Lembre-se: 

  •  Adesivo PU.
  • Caso os gabinetes e armários não possuam pés de sustentação, os mesmos devem ser instalados de forma elevado ao piso, pois na hora de lavar o ambiente, a madeira não entrará em contato direto com a água;
  • Se o gabinete for instalado sob a bancada do lavatório, redobre sua atenção sobre a vedação em dois pontos críticos: no encontro da bancada com a parede e também com as torneiras e misturadores;
  • A fita de borda auxilia na vedação. Bordeie todos os cantos dos móveis, mesmo as partes que não ficarão visíveis;
  • Utilizar silicone impermeabilizante na junta entre o móvel x pedra x parede;
  • Aplicar verniz também atrás do móvel, quando o mesmo tiver fundo, evitando assim, umidade da parede;

Na verdade a madeira maciça é de fato a matéria-prima mais resistente, no entanto, manuseio mais complexo também, logo os derivados da madeira são mais fácies de manusear.

Estas dicas podem amenizar a ação que o móvel venha sofrer com a umidade. Mas não substituem o aquele concerto maroto no vazamento da cozinha, rs…

Até a próxima !

Tipos de clientes e como atendê-los

Tipos de clientes e como atendê-los

Esta é a última matéria de nossa série “Como melhorar o atendimento na marcenaria”. Espero que tenham gostado.

Hoje vou abordar dois tipos de clientes para que possamos entender melhor como realizar seus sonhos e suprir suas expectativas.

Cliente Orador

É difícil comprar seu serviço, pois é um cliente extremamente calculista quanto a custos, está sempre ligado nas tendências, e traz muitas informações, mas aumentar a venda com esse cliente é bastante complexo.

Ele barganha sempre, mas adquire pouco. Sempre terá a tendência de transmitir informações e nunca de criar elo com a marcenaria.

Solicitará orçamentos e pesquisas de valores e não efetuará a venda. Seu ponto positivo está na oportunidade adquirir informações em relação a competidores do bairro.

Como atender o Orador?

A comunicação com o orador é objetiva, a proposta deve ser alinhada, tudo muito bem organizado.

Daí a importância de entender o mercado e suas movimentações, saber explicar as vantagens em contatar seus serviços é primordial.

Expressar a qualidade do seu produto em relação ao concorrente quebra qualquer comparativo de preço.

O orador gosta de fazer negócios com pessoas que possuam argumentos decisivos, e perfil de liderança, de certeza de bom negócio e conhecimento absoluto.

Cliente Executivo

A praticidade na compra fica por conta do cliente mais objetivo de todos o sr. Executivo. Assim, esse cliente, às vezes, mal vai olhar na sua cara, aquela sugestão tão legal de projeto que você pode oferecer, não é importante para ele, e não há nada que faça mudar suas ideias, ele simplesmente é movido por seus próprios instintos.

Como atender o Sr. Executivo?

Primeiramente escute-o, entenda seus gostos e ideias, aprenda com ele, por que não?

Procure sempre atender suas necessidades. Devido seu perfil inflexível, provavelmente terá problemas com muitos marceneiros, poucos serão capazes de gostar de trabalhar com ele, mas na verdade bons marceneiros conseguem trabalhar com qualquer cliente. Aperfeiçoa-se.

Todos os perfis são fundamentais, o que está em jogo é a nossa capacidade de negociação.

E você? Já se deparou com algum outro tipo de cliente? Compartilhe com nossos colegas, deixe aqui sua experiência. Sua opinião é muito bem-vinda

Confira também as duas primeiras matérias da série

Como melhorar o atendimento na marcenaria

Entender as necessidades do cliente é importante para o crescimento do negócio.

Entender as necessidades do cliente é importante para o crescimento do negócio.

Atendimento, encantar o cliente

Entender as necessidades do cliente é importante para o crescimento do negócio.

Entrando na 2ª. Parte da nossa série “Como melhorar o atendimento na marcenaria”, hoje vou falar sobre como é importante entender as necessidades de nossos clientes para garantir o crescimento do negócio.

Quando o cliente chegar em sua marcenaria para solicitar um projeto, não seja passível, não aguarde ele dizer o que espera do seu trabalho.

Troque ideia, sugira inovações, ofereça soluções e melhores práticas que irão despertar um interesse ainda maior pelo que você poderá proporcionar.

Criar uma pesquisa ou realizar uma rápida entrevista com o cliente, pode trazer uma visão mais ampla para entender o que o cliente realmente quer.

O foco está na necessidade do cliente.  A inovação é por nossa conta.

E falar sobre necessidade é algo muito pessoal…

Apesar de cada projeto ser único é interessante você entender que existem padrões de clientes.

Entraremos num campo pouco explorado, eu chamo de o campo do “perfil de clientes”.

Cliente exclusivo

Na maior parte das vezes, os clientes gostam de exclusividade. Gosta de atenção, gosta de ser ouvido e atendido.

  • Questione um pouco sobre seu estilo de vida
  • Pessoas que seu projeto irá atender
  • Costumes diários
  • Convivência familiar
  • Opções pelo estilo de designer, cores, acabamentos, decoração
  • Explique para que seu projeto será desenvolvido com base, única e exclusivamente, em sua personalidade. Reforce que ele é exclusivo para sua empresa.

Desta forma, ele irá te ver não apenas como um marceneiro, mas como um ser humano que ele confia e acredita.

Passada esta primeira etapa, você já conquistou quase que plenamente sua confiança.

Sendo assim pode-se constatar que este tornou-se uma grande oportunidade para novos negócios e aumento de vendas.

Cliente satisfeito permanece fiel e faz a principal das divulgações: o boca a boca

 

Continua… Tipo de clientes e como atendê-los.